EducaPX SitePX AWS Contraste Aumentar/Diminuir a fonte

Entrevista online com o professor João Rildo Alves de Oliveira

"O EducaPX tem grande potencial para ser uma ferramenta eficiente de comunicação, não só para o professor, mas também para a comunidade escolar de uma forma geral". 

- Professor João Rildo Alves de Oliveira

 

Site feito em EducaPXLicenciado em Matemática e Pedagogia com pós graduação em Educação Matemática, o professor João Rildo Alves de Oliveira, 40 anos, leciona a matéria de Matemática para alunos das escolas estaduais e municipais de São Paulo. Além da função de Professor de Matemática, João Rildo exerce também o cargo de Professor  Orientador de Informática Educativa na Escola Municipal de Educação Fundamental Professor Fernando de Azevedo e na Escola Estadual Professora Cleise Marisa Siqueira.

Como Professor Orientador de Informática Educativa, o mestre apresenta o mundo virtual aos seus alunos de uma forma segura mostrando-lhes as facilidades e vantagens expostas na rede assim como também as armadilhas e perigos que podemos encontrar navegando na web. 

Com muito bom gosto na escolha da composição das cores e na diagramação de suas páginas, o site Crescendo e Aprendendo de autoria do próprio professor Rildo  é um excelente exemplo de como criar um site bem diagramado e com conteúdo voltado aos projetos de seus alunos.

Atenciosamente o Professor de Matemática nos concedeu uma entrevista relatando sua experiência em criar um site utilizando a plataforma do EducaPX para trabalhar melhor o mundo virtual com seus alunos. Acompanhe abaixo o nosso bate-papo com o professor João Rildo Alves de Oliveira.  

 

Como o senhor construiu o seu site?

Na verdade ele ainda está em construção. Conheci a ferramenta educaPX recentemente num encontro de formação para Professor Orientador de Informática Educativa na Diretoria de Ensino da qual faço parte. Neste encontro, além de explorar a parte técnica -construção e manuseio da ferramenta- exploramos também as grandes possibilidades do trabalho pedagógico. Decidi naquele dia que aderiria a proposta de construir o meu site, que no meu ponto de vista, é o que faltava para dar visibilidade aos trabalhos da escola, além de ser uma ferramenta de comunicação eficiente.

 

Site feito em EducaPXQual é a sua opinião a respeito do EducaPX?

Acho uma ferramenta muito interessante, principalmente por reconhecer as possibilidades do aluno como autor, além á claro de privilegiar o universo das tecnologias que tanto encanta as crianças e os adolescentes. Outro atrativo, é que se trata de uma ferramenta de fácil manuseio, intuitiva e que não requer grandes conhecimentos prévios.

O senhor achou fácil mexer na ferramenta? 

Como já mencionei, a facilidade de manuseio da ferramenta é um dos atrativos. 

O senhor gostou da experiência de produzir o seu site com a ferramenta do EducaPX?

Estou gostando, a cada ideia implementada, abrem-se outras tantas possibilidade igualmente ricas.

Os seus alunos costumam acessar o site do senhor criado com a ferramenta do EducaPX?

Uma boa parte sim. Um grupo acessa com mais frequência, para o desenvolvimento de um trabalho especifico. A ideia é transformar o site em uma ferramenta de comunicação. Os alunos se adaptam muito facilmente a essas ferramentas. Eles trazem muitos questionamentos, o que me fez entrar numa fase de estudo sobre a temática, para enriquecer meu repertório. As maiores preocupações está relacionada a segurança e direitos autorais - uso correto de imagens, textos, vídeos, etc. O uso da internet e seus recursos, já é uma realidade no cotidiano dos alunos, falta formação e informação para que não caiam em “armadilhas” e nem as construa.

 

Site feito em EducaPX

Os pais de seus alunos costumam acessar o site do senhor?

Ainda não foi divulgado. Tudo ainda é parte de um projeto que está em construção, que inclui também o acompanhamento dos pais. O site desponta aqui como uma possibilidade de ajuda aos pais, que tanto se queixam de falta de tempo para se deslocar até a escola e/ou acompanhar as atividades e produções de seus filhos.

O senhor acredita que o EducaPX é uma ferramenta de comunicação entre o professor e a escola com a sociedade?

O EducaPX tem grande potencial para ser uma ferramenta eficiente de comunicação, não só para o professor, mas também para a comunidade escolar de uma forma geral. 

Como foi a sua experiencia de ser o autor de seu próprio site?

Por se tratar de uma experiência nova, existe certo receio, principalmente quando se trata de direitos autorais, uso de imagem e segurança de modo geral. Apesar disso, tem sido uma experiencia prazerosa e de muito aprendizado.

Os seus alunos já usam a ferramenta do EducaPX?

Ainda não. A ideia é construir e/ou desconstruir, junto com eles algumas concepções sobre segurança na internet, direitos de imagem, direitos autorais, etc. Sinto também a necessidade de me apropriar mais da ferramenta para me sentir mais seguro, já que a informática não é minha área de formação. Acredito que o uso da ferramenta pelos alunos incentivará os trabalhos de autoria, tão incentivados na escola. Há alguns anos a escola onde trabalho vem desenvolvendo suas atividades com foco no Protagonismo Infanto Juvenil, cujas concepções norteiam o Projeto Politico Pedagógico, os horários de formação e as ações de modo geral. Quanto mais estudamos a temática, mais somos convencidos de que é muito difícil de implementá-la na pratica. Nesse contexto a ferramenta EducaPX pode ser uma grande aliada nessa tarefa difícil.

Você acha importante os alunos tratarem e chamarem o professor de "senhor"?

Acho aconselhável. A maioria dos alunos me trata dessa forma, mais não acho que isso seja tão relevante. O respeito se estabelece nas relações do dia a dia.

O senhor acredita que os ensinamentos de criações de sites deveriam ser introduzidos no currículo escolar, para que justamente o professor possa ensinar ao aluno o que significa estar na web? A importância, os perigos e as consequências de se expor na internet?

As consequências, boas e ruins de acesso as novas tecnologias, já fazem parte da rotina da escola. Os alunos - chamados agora de nativos digitais - por já terem acesso desde cedo as mais diversas tecnologias, inclusive a web, precisam ser preparados para lidar com essa nova realidade que um currículo comprometido com seu tempo não pode e não deve ignorar.

O senhor acha importante ensinar para os alunos como funcionam os direitos de imagem?

É imprescindível, não só para desenvolver trabalhos conscientes e de qualidade, mais também para evitar o envolvimento em situações complicadas e/ou constrangedoras envolvendo o uso inadequado ou até mesmo criminoso de imagens.

Qual é a sua opinião sobre o caso das alunas de Taboão da Serra, vítimas de crime sexual?

Violências desse tipo estão se tornando cada vez mais comuns, acho que precisam ser investigadas e punidas, mais isso por se só não resolve o problema, é preciso atacá-lo na sua raiz. Diversos fatores devem contribuir para o desencadeamento desse problema, mais com certeza um dos principais é o uso descuidados das ferramentas tecnológicas por parte das vitimas e falta de consciência por parte dos agressores. A escola é a instituição formal de educação precisa prepara os nossos jovens para lidar e se proteger de dessas situações.

A proposta do EducaPX é fornecer um trabalho de educação e tecnologia que deve ser vinculado ao desenvolvimento de conceitos, e não de técnicas. Os meninos e meninas sabem filmar, fotografar, editar, produzir e programar. Aprendem em tutoriais, aprendem uns com os outros. O que eles ainda não sabem, ainda não tem e não aprenderam sozinhos é desenvolver a noção das consequências do que produzem. Precisam ter a consciência da projeção do que eles pensam, a reflexão sobre o que vêem e compreenderem a importância da mediação de um adulto.Um adulto emocionalmente mais estruturado e pedagogicamente preparado, possibilitará as vivências curriculares necessárias para o desenvolvimento da auto regulação desta geração. Para que o uso da tecnologia não destrua vidas em pleno desenvolvimento.

Qual é a sua opinião a respeito desta proposta do EducaPX?

Acho coerente porque vai de encontro a necessidade de uma educação emaciadora e problematizadora. Não dá pra ignorar as tecnologias, seja pela necessidade de seu uso, seja pela presença cada vez maior e irreversível em nossa sociedade.
Se hoje vemos bebês mexendo em tablets, é muito claro que o uso em si é cada vez mais democrático, com interfaces cadas vez mais intuitivas. O desafio maior então é mostrar novas possibilidades, que contemplem além da aprendizagem a noção de uma cidadania tecnológica. Nesse contexto, os mesmos princípios e valores que norteiam a vida “real”, permanecem na vida “virtual”, entendendo-a como uma plataforma que representa um papel de esfera social, assim como a escola e a família.

Categoria: Entrevistas
Tags: alunos, criar um site, educapx, professor, professores na web, tecnologia

voltar para Casos de sucesso

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull||image-wrap|news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||